Os primeiros sintomas de prostatite em homens

Dor no abdômen inferior é o primeiro sinal de prostatite iminente

A prostatite, como qualquer outra doença, se manifesta com certos sintomas. É importante para o homem saber exatamente os primeiros sinais, porque são um sinal para uma consulta médica e posterior exame. Vamos falar sobre como as diferentes formas de inflamação da próstata e os primeiros socorros se manifestam no artigo.

Resumidamente sobre próstata e prostatite

A próstata de um homem adulto é um órgão glandular, que consiste em dois lóbulos e uma cápsula, bem como na uretra prostática adjacente. A próstata executa 3 funções ao mesmo tempo:

  1. Regula a densidade do sêmen, produzindo suco prostático e diluindo a ejaculação com ele.
  2. Bloqueia a uretra no momento do orgasmo.
  3. Participa da produção de certos hormônios ou controla seu nível no corpo.

Se o sistema reprodutor de um homem falhar, os primeiros sinais estarão associados a essas funções da próstata.

Como resultado da invasão da microflora patogênica na próstata ou após sua lesão, hipotermia, bem como processos de estagnação, começa a inflamação. Neste caso, a microcirculação sanguínea é perturbada, o escoamento de linfa, sangue venoso e secreções da próstata pioram. Isso leva ao desenvolvimento de edema e aumento do tamanho da glândula. Como resultado, os tecidos são comprimidos, o homem tem uma sensação de peso no períneo ou uma dor leve e dolorida na parte inferior do abdômen - o primeiro sinal de prostatite iminente.

O quadro clínico dependerá muito da forma do processo inflamatório e das razões que o causaram.

Sintomas de prostatite bacteriana aguda

É muito difícil não perceber os primeiros sintomas da prostatite aguda - eles aparecem abruptamente e se desenvolvem rapidamente. Freqüentemente, 2-4 dias se passam entre o início do processo inflamatório e o primeiro sinal.Sensação de peso na região perineal com inflamação aguda da próstataNesse caso, o quadro clínico vai depender do estágio da doença.

Inflamação catarral aguda

O primeiro sinal deste tipo de prostatite será uma sensação de peso na região perineal, bem como aumento da micção à noite. A temperatura corporal não sobe com esta forma, pois os homens muitas vezes ignoram os problemas existentes ou tentam lidar com eles por conta própria, provocando assim o próximo estágio.

Inflamação folicular aguda

Nesta fase, os primeiros sinais de prostatite serão mais pronunciados. Muitos homens não se arriscam mais a se automedicar, mas vão ao médico. As reclamações serão muito diferentes:

  1. Há uma dor surda no períneo que pode irradiar para o cóccix ou ânus.
  2. A micção é dolorosa, o homem tem dificuldade, o que significa que pode ocorrer retenção urinária aguda.
  3. Dor durante as evacuações, devido à qual o homem não pode ir ao banheiro.

Estes são os primeiros sintomas da prostatite folicular aguda, além deles pode ser adicionada uma febre de até 38 graus, depressão geral do corpo, fraqueza, letargia. Um homem fica irritado, a libido diminui, pode aparecer disfunção erétil.

Esses sintomas persistem e, na ausência de tratamento adequado, o próximo estágio se desenvolve.

Inflamação aguda do parênquima

O processo inflamatório já se espalhou para o tecido parenquimatoso, portanto, está se desenvolvendo rapidamente. A primeira coisa que um homem doente notará é um aumento da temperatura corporal para valores elevados (de 39 ° C), calafrios, boca seca. A dor se tornará forte, latejante, pode ser sentida tanto no períneo quanto na parte inferior das costas, abdômen, órgãos genitais.

A micção também mudará. Um homem notará primeiro um fluxo intermitente e, em seguida, não conseguirá esvaziar a bexiga devido à forte dor. Se você não chamar uma ambulância, haverá sinais de indigestão - inchaço, constipação, dor abdominal de diferentes localizações. O muco fétido é expelido do ânus.

Você pode entender que a prostatite aguda do parênquima começou por sua característica: a dor diminui se você se deitar de costas e levantar as pernas. Este é um sinal claro de que atenção médica é urgentemente necessária.

Os primeiros sinais de prostatite crônica

Problemas de ereção na prostatite crônica

Prostatite crônica é uma inflamação prolongada da próstata, então os primeiros sinais começam, mais freqüentemente, na forma aguda. No entanto, um homem de vez em quando espera períodos de exacerbação, e aqui você precisa entender quais sintomas eles serão acompanhados. Na maioria das vezes, os homens reclamam dos seguintes problemas de saúde:

  1. Sensação de queimação ao redor da glande do pênis, especialmente durante a ejaculação ou micção;
  2. Dor leve no períneo, pode irradiar para o púbis;
  3. Ligeiro aumento da temperatura corporal.

Na prostatite crônica, os problemas de ereção inevitavelmente começam, assim como a capacidade de participar da concepção de um filho. Isso se deve a uma deterioração nas funções da próstata, devido à qual o suprimento de sangue para o pênis muda e a qualidade do esperma também se deteriora.

Aos primeiros sinais de exacerbação da prostatite, você precisa fazer um curso de tratamento. Não é recomendado o uso de comprimidos prescritos por um médico antes, sem um exame preliminar.

O quadro clínico da doença

Independentemente da forma do processo inflamatório e das razões que o causaram, o homem terá uma tríade perceptível de sintomas, com diferença apenas na intensidade de sua manifestação. A prostatite é sempre acompanhada por dificuldade de urinar, dor e disfunção erétil.

A urina com prostatite é excretada em gotas ou seu fluxo é intermitente. Às vezes, o jato é pulverizado e, então, é problemático para um homem aliviar uma pequena necessidade em pé. A vontade de urinar ocorre com mais frequência à noite, especialmente perto da manhã. Com pedras na próstata, a urina pode ficar rosa devido à mistura de sangue.

Um homem sofre de dores na próstata

Na prostatite, células epiteliais e outras células se acumulam na uretra, e as bactérias também podem se multiplicar. Isso leva a uma sensação de queimação que se intensifica na hora de urinar ou ejaculação.

A dor não pode ser evitada. Dependendo da gravidade do processo patológico, eles podem ser:

  • choramingando;
  • estúpido;
  • tiroteio (pulsante).

Sua localização mais comum é a região perineal, logo abaixo dos testículos. A irradiação para o cóccix, sacro, púbis e pênis não está excluída. Além disso, pode ocorrer dor no ânus, especialmente ao empurrar, porque o homem costuma ter constipação.

Quanto à temperatura corporal, raramente sobe para 38 graus. A exceção é a prostatite parenquimatosa e purulenta, na qual esse indicador pode chegar a 40 graus e ser acompanhado de calafrios, depressão intensa e, às vezes, confusão. Nesses casos, a temperatura com prostatite ameaça a vida do paciente.

Primeiros socorros para prostatite

O tratamento da prostatite também é possível em regime ambulatorial, se não estivermos falando de processos purulentos. Mas, mesmo neste caso, não se pode prescindir de ir ao médico para encaminhamento para exame e escolha das táticas de tratamento. No entanto, os primeiros sinais de prostatite podem aparecer quando um homem não consegue chamar uma ambulância, portanto, você precisa conhecer alguns dos princípios dos primeiros socorros.

Ataque de prostatite aguda
  1. Quando a temperatura subir acima de 38 graus, você pode tomar um antitérmico.
  2. Para reduzir a dor, é bom deitar-se de costas e levantar as pernas o mais alto possível (encostar na parede ou nos móveis).
  3. Para dores particularmente fortes, você pode beber um antiespasmódico ou inserir supositórios.

Assim que possível, você precisa consultar um médico, enquanto na recepção deverá informar quais medicamentos você tomou e em que dosagem.

Os métodos tradicionais podem ser usados ​​somente após a confirmação do diagnóstico e somente com a permissão do médico assistente.

Como a prostatite se manifesta nas análises

Prostatite se refere a doenças que não apresentam sintomas inerentes apenas a elas. Por exemplo, uma sensação de queimação ao urinar pode ser com uretrite e dor na parte inferior do abdômen - com apendicite ou cistite. Portanto, o diagnóstico final não é feito pelas queixas do paciente, mas pelos resultados dos exames laboratoriais de sangue, urina, sêmen e suco prostático. Ele também leva em consideração os dados do exame retal, TRUS e uma série de outros métodos instrumentais.

As seguintes características de diagnóstico são características da prostatite:

  1. Presença de bactérias ou fungos na urina e no fluido prostático.
  2. A presença de células leucocitárias na urina e em exames de sangue.
  3. Diminuição do número de grãos de leucócitos no contexto de um aumento do número de leucócitos na secreção da próstata;
  4. Sangue na urina ou sêmen;
  5. Diminuição da velocidade de hemossedimentação em exames de sangue.
  6. Dor à palpação na próstata, alteração em seu tamanho e consistência.
  7. Mudança na ecogenicidade, granulação, contorno com base nos resultados TRUS.

A combinação desses sinais com queixas de bem-estar permite fazer um diagnóstico preciso, o que significa que o tratamento será prescrito corretamente. A qualidade de vida do paciente, a velocidade de sua recuperação e, em alguns casos, sua vida depende disso.

Conclusão

Conhecendo os primeiros sinais de prostatite em homens, você pode navegar pelas mudanças no bem-estar com o tempo e agir com antecedência. Se começarem dores no períneo, o jato de urina ficará escasso e a vontade de urinar se tornará mais frequente - esse é um motivo para suspeitar de inflamação na próstata e um sinal para consultar um médico. É melhor não se automedicar nesses casos.

31.12.2020